Conhece o sistema de “capoto”?
Conheça o modo de aplicação, e quais os benefícios da sua aplicação.


O sistema de “capoto” é usado actualmente por ser um sistema com bastantes benefícios para o consumidor e por ser aprovado e certificado pela União Europeia. A certificação é conseguida através das Aprovações Técnicas Europeias (ETA 07/0280, ETA 09/0282 e ETA 13/0532) que garantem bons resultados de eficiência e duração. Entre os variados benefícios para o consumidor na aplicação deste material destacamos o maior conforto na habitação, ao nível térmico, poupança a médio longo prazo nos custos com equipamentos de aquecimento ou refrigeração, e redução da pagada ecológica devido a não utilização dos equipamentos atrás mencionados.

Fase preliminar:
A aplicação perfeita deste sistema passa por várias fases. Sendo recomendada a sua aplicação com um intervalo de temperaturas dos 5ºC e os 30ºC.
Deve também ser feita uma limpeza profunda da superfície a aplicar o sistema de capoto, com recurso a uma lavadora de alta pressão de forma a remover poeiras, restos de massas e outros elementos que possam fragilizar a aplicação do sistema de capoto.
No caso da aplicação ser efectuada sobre revestimentos cerâmicos deve ser avaliado de forma rigorosa as rugosidades destas, verificar se todas as peças estão devidamente fixas e a referida limpeza anteriormente descrita deve ser feita com o máximo rigor possível.
As superfícies a serem aplicando o sistema de “capoto” devem ser regularizadas de forma a estarem o mais planas possível.

Aplicação do sistema:
- O primeiro passo na aplicação deste sistema é a aplicação e definição da linha de pavimento, avalie a solução que melhor se adequa à sua situação (acima, abaixo ou coincidente com a linha de pavimento) de seguida aplique o perfil, se necessário, com recurso a buchas com um espaçamento recomendado de 20a 30cm.



- A aplicação das placa pode ser efectuada de duas formas: por toda a superfície ou através do método de “linhas e pontos”, esta aplicação deve ser efectuada através de recurso a espátula de dentes largos ou com uma colher de pedreiro. As placas devem ser aplicadas de forma alternada de forma a absorverem as tensões. No caso de haver juntas abertas devem ser preenchidas com cunhas e coladas com material isolante como a espuma Fassa Mousse.

- A fixação mecânica do sistema permite uma maior estabilização e durabilidade da aderência, as buchas contrariam as forças perpendiculares do suporte enquanto que a argamassa de colagem é utilizada para exercer forças paralelas da superfície em que foi aplicada. É Recomendada a fixação das placas em esquemas de “T” ou em “W”, por “T” entenda-se uma fixação das buchas em todas as juntas e uma ao centro das placas. Fixação em “W" é efectuada com três buchas sendo aplicadas a cerca de 5cm da borda da placa sendo duas numa das faces inferior e uma na face superior, enquanto que na placa seguinte deve ser invertida a posição das fixações (uma na face inferior e duas na face superior).

- Execução de ângulos e cantos, em todos os cantos ou ângulos das fachadas devem ser aplicadas redes pré moldadas antes da aplicação dos perfis de esquinas.

- Aplicação de elementos para fixação, estes elementos servem para não haver formação de pontes térmicas, estes elementos dependente das suas características vão permitir a posterior aplicação de objectos de cargas:
a) ligeiras tais como placas de identificação, números de porta entre outros.

b) médias como caleiras, calhas para persianas, cortinados ou caldeiras.

c) altas permitem a montagem de objectos com uma maior carga, tais como toldos proteções solares, grades, ou resguardos de varandas.

- Após a aplicação do regularizador, é aplicada a rede Fassanet. Tenha atenção que na aplicação desta, as laterais devem ser sobrepostas. Sobre esta rede é aplicado uma nova camada de regularizador.

- A fase final é a aplicação do primário pigmentado (Fx 526), este pode ser transparente ou com pigmento colorido e deve ser aplicado com uma espátula de plástico em movimentos circulares de forma a ficar o mais uniforme possível, pois é o acabamento final antes da pintura.

- Após esta aplicação deve haver um período de espera de sensivelmente duas semanas de forma a garantir uma total secagem dos elementos, sendo depois aplicado uma pintura de proteção sobre o revestimento.

Venhas ás Ferragens Vieira e conheça todos os acessórios do sistema de capoto. 

placas sistema capoto